Marlene Constantino

Cada pedacinho de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Áudios

MAIS UM ATO DE UM SÓ
Data: 01/01/2011
Créditos:
Título: MAIS UM ATO DE UM SÓ
Autor: MARLENE CONSTANTINO
Música: TheCranberries-WhenYou_reGone
editor: média player
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Imagem- Arte Rita Lopes

MAIS UM ATO DE UM SÓ
Marlene Constantino

Quando a noite finda e o céu
recolhe seu tapete de estrelas,
ele entra em cena!
Quando todas as luzes se apagam
as cortinas se fecham
Ele geme!
E, quando todos os aplausos se calam
é chegada a hora de voltar.
Ele chora!
Só dentro de um largo abraço
ele acomoda-se, sonha, liberta-se.
Ele dorme! Dorme só!
Mais um sol, mais um dia,
hora de preparar-se
para entrar em cena e esperar
na noite fria o abrir das cortinas.
Ele é um sonhador... Ele é só
um raio de sol refletido nos holofotes.



Interação de 
Chico Alves dMaria

"Um sonho que se sonha só,
é só um sonho que se sonha só...
Mas, um ato mesmo só,
pode acalentar mil sonhos"!
Enviado por Marlene Constantino em 01/01/2011

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras