Marlene Constantino

Cada pedacinho de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Áudios

PAI POR QUE ME DESAMPARASTES?
Data: 05/06/2016
Créditos:
Texto: PAI POR QUE ME DESAMPARASTES? - Marlene Constantino
Recital - Voz: Roselves Alves
Editor: Média Player

Agradeço de coração o amigo poeta aqui do Recanto das Letras, Roselves Alves, pelo recital, pela bela voz, pelo presente carinhoso que recebi. Muito obrigado.
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


PAI, POR QUE ME DESAMPARASTES ?
Marlene Constantino

 
Dai-me mais um minuto
para o meu ser, nem que seja
num pedacinho de céu azul,
meu coração,
 para abrigar a minha inocência.
Um cantinho aonde eu possa,
sentir o desapego
e refletir sobre as minhas mais duras penas.
Dai-me um verso alado
que me leve ao pico mais alto 
onde eu possa livremente
entender que a lua também chora,
e que as estrelas escorrem
enquanto experimento
meu mais profundo sentimento:
de Amor, Dor, Compaixão e Perdão
 neste meu peito mutilado.
Feriram-me os brios, açoitaram-me o corpo,
arrancaram-me das vestes, 
não da alma a retidão e a glória.
Minhas asas, deixo-as na cruz,
que ora me santifica.
E, que esta dor marque o eterno traço
num calvário de pedras e saudade
meu legado de Fé, Esperança e Amor
Dai-me Pai, 
um minuto coroado de suavidade,
o meu último suspiro!
Pois que a Ti entrego o meu Espírito!

abril/2010
Enviado por Marlene Constantino em 25/03/2016

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras