Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos
Título Categoria Data Leituras
MÃOS SOBREPOSTAS Cartas 01/04/07 192


Site do Escritor criado por Recanto das Letras