Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos



MÃOS SOBREPOSTAS
Marlene Constantino



Hoje escrevo com tuas mãos sobre as minhas, Escrevo o teu pensamento conduzindo o meu. 
O meu peito fala o que vejo escrito nos teus olhos e os teus sonhos, lentamente vão acordando o meu sonhar numa viagem de códigos e palavras, que enchem minh'alma de luz.
Hoje escrevo em linhas ondulantes, traçadas por nossos dedos em papel enfeitado de estrelas, apenas, tão somente aquelas, que guardaram os nossos segredos. Hoje escrevo os acordes, que saem do meu peito como um piano a soar todas as notas em sol maior.
Hoje meus dedos tocam os teus dedos e meu coração funde-se ao teu, em sintonia e inspiração para escrever, que somos cobertos por sonhos, somos recheados de amor, somos levados pela alegria e a dor. Somos frutos e sementes, do que foi perfeição e harmonia.
Ah " Se eu te amei" vem da conjugação passado, meu presente ganhei num ontem cheio de nós dois.
Digo hoje o verbo amar em todos os tempos sem fim. Sei que vou te amar, ainda que não haja ou se perca o futuro. Eu ainda te amo e meu coração será para sempre presente, para sempre conjugar :
" Eu te amo" "Tu me amas" "Ele me ama""Nós nos amamos" e seremos para todo sempre amados.

 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 01/04/2007
Alterado em 22/01/2018
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras