Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos




SINTO SAUDADE
Marlene Constantino


Às vezes a agitação do dia a dia
é tanta, que quando anoitece
sinto falta de mim mesma.
Do meu silêncio, dos meus pedaços.
Quando olho no espelho
demoro a perceber que estou ali,
eu comigo, com a minha intimidade,
o meu aconchego.
O que pode ser mais precioso do que :
- a alma tranquila, o pensamento liberto, 
o encontro solitário com a própria aura?
Ah sinto sim... Sinto tanto
Muita Saudade...Saudade de mim!
13/01/2018
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 14/01/2018
Alterado em 14/01/2018

Música: Oceano - Richard Clayderman

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras