Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos



ENTRELINHAS VAI MEU CORAÇÃO
Marlene Constantino


As mãos que lhe estendo,
revelam linhas traçadas, caminhos vencidos
nos desertos sombrios da alma.
A vida vai fluindo na pele do verso
 num sopro manso,
marcada no tempo, no compasso das horas 
que a voz soa ou cala.
Reflete o mistério das linhas soltas na alma,
sufocadas na garganta, em aflito manifesto, 
que os lábios às vezes ficam por dizer.
Está aqui nos dedos, dou-lhe as digitais.
Estendo-lhe as mãos e ofereço-lhe Amor e Vida.
Entrelinhas vai a minha poesia resgatada
na eternidade do coração, só pra lhe dizer
com todas as letras contidas em todas as linhas que:
-" O AMOR É TUDO"
^A^¤Söl*®

 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 06/08/2018

Música: Look At Us - Vince Gill

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras