Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos



MEU ANJO
Série Anjo Azul
Marlene Constantino


Busquei um dia encontrar um anjo 
 que me sorrisse, fosse minha companhia;
 que  pudesse estar na luz do meu olhar,
pudesse falar sem ressentimento,
 alguém da paz - Encontrei você.
 
Perdoa meu coração, por  querer- te tanto,
por fazê-lo sentir culpado pelo que não pôde ser.
Quero que sejas feliz.
 
Que a luz do universo ilumine o teu alvorecer,
porque um dia o Sol brilhou no meu coração
quando te avistei... 
Estás ai, aqui estás, meu  lindo anjo...
E, em tuas asas ainda estou envolvida, acolhida.
 
Em teus ouvidos deixei minha voz mansa,
Nos meus olhos deixou-me a escritura:
- " busque no horizonte avistar seu anjo".
 
Sinto como se fosse morrer de amor,
mas percebo que posso viver amando.
 
 
E, de repente,
ouço um silêncio de morte nos lábios,
meu coração grita a grandeza do que sinto,
minh’alma banha-se em agonia.
Perdoa-me por amar-te tanto .
Quero apenas que saibas da sua morada
no meu coração, e estarás com ele
aonde quer que vá.
E quando sentir-te enfraquecido,
 abra os teus braços como se fossem asas ,
 respire o azul deste amor, grite bem alto aos céus :
"Eu ainda posso viver!"

 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 26/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras