Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos


OH MAR.. AH MAR !
Marlene Constantino


Um quebranto no mar,
tudo vira do avesso, se expõe e se permite.
Há quem diga
que é feitiço, ou obra do destino,
mas o mar não mente, se abre e se entrega
aos pecados e penitências,
às lembranças de imagens renovadas.
Sem ilusões, são apenas gotas de oceano,
agarram-se umas às outras
na possível agitação de um pulso.
Tremulando as vagas
num soturno e silencioso canto, no ar da noite
...neste mar da vida.
 

 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 05/10/2018
Alterado em 15/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras