Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos




AVE-MARIA PRO MEU BEM
Marlene Constantino
^A^¤Söl*®


Quando
um pardal brinca no jardim
e as aves voejam no ar, eu rezo uma Ave-Maria
 pro meu corpo aprender
sentir o colo da relva e as asas do resplandecer.
E, quando um bem-te-vi
mostra o seu canto, lá da janela do céu,
logo eu rezo uma Ave-Maria,
pra disfarçar este meu risonho querer.
Não posso acordar deste sonho
o vejo brincar no telhado,
enquanto lembranças arteiras sorriem.
Então eu rezo outra Ave-Maria
pro meu bem chegar depressa
e me levar pertinho do céu.
 
25/10/2019
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 25/10/2019
Alterado em 31/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras