Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Áudios

DEBAIXO DA PELE
Data: 29/06/2008
Créditos:
Título: DEBAIXO DA PELE
Autor: MARLENE CONSTANTINO
Musica: MarcoPolo
editor: média player
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

DEBAIXO DA PELE
Viajar por entre os vales
do teu corpo,
é me perder alucinada.
Mesmo que seja sonhar,
é tropeçar nas nuvens,
me afogar no ar,
como se fosse mar.
É enveredar por vertentes
favorecer as corredeiras,
em tuas águas mergulhar,
como se fosse uma sereia.
Quero sentir-te por baixo da pele,
esconder-me bem atrás
das tuas pupilas, ver o mundo
pelo oceano do teu olhar,
sorver os teus ares,
como se fossem meus.
Conhecer os teus desertos,
solfejar o teu silêncio
encontrar o teu oásis,
o ventre sedento saciar.
Rastejar  debaixo da pele
penetrar em tua carne,
brotar em teus poros
como se fosse flor,
retirar os véus, rasgar o céu.
Depois?  Em êxtase, exaltar-te,
curvar-me em teu altar
como se fosse santo.
^A^¤Söl*®
Enviado por Marlene Constantino em 29/06/2008

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras