Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos


Imagem Arte Mara Pontes

NADA É PERFEITO
Marlene Constantino

Eu preciso aprender
Olhar o horizonte inteiro,
com todos os seus prós e contras.
Olhar para o sol sem queimar as retinas.
Sentir a friagem arder nos ossos,
até entender que se deve seguir adiante.
Ter olhos para ver, ouvidos prontos para ouvir,
pele sensível para sentir e um peito largo
para receber também ingratidão.
Perceber o quanto alguém é capaz de magoar
um coração que só aprendeu amar.
Deus deu-me visão, audição e sensibilidade,
mas como nada é perfeito
 deu-me a fraqueza na língua,
revido à mágoa
com o meu mortífero silêncio.
 
08/05/2011

 
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 23/05/2017
Alterado em 22/04/2018

Música: Carry You Home - James Blunt

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras