Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos




PERDER FAZ PARTE
Marlene Constantino

Parte de um todo,  
se rompe, se parte
se desmancha e se transforma.

Faz parte do fim, o adeus.

Como o pássaro que alça vôo,

foge das mãos, foge dos olhos, 

fogem os pés, o pensamento.

O coração  padece quando 

os olhos vagam no vazio,

quando os ouvidos deixam

de ouvir e as mãos perdem o tato.


Será que algo nos pertence?

Ou fazemos parte desse movimento?

Será que existem perdas?

Ou são as coisas, que mudam de lugar?

 
Não há princípio sem fim, nem fim sem recomeço.

Tudo é transformação, dentro e fora do universo.

 
31/01/2008
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 02/05/2018
Alterado em 03/11/2019
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras