Marlene Constantino

Cada pedacinhos de sonhos guardados, quando tocados renascem, voam como borboletas

Textos




NO SILÊNCIO
Marlene Constantino
^A^¤Söl*®


 
De acalanto vesti meus lábios,
dei a palavra o descanso,
silencioso pensamento...
 
Há uma doce luz no escuro,
onde as palavras se movem em silêncio,
a poesia que só os poetas ouvem.

25/05/2020
Marlene Constantino
Enviado por Marlene Constantino em 25/05/2020
Alterado em 31/07/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras